Para que serve uma declaração de óbito?

Escrito por Luciano Batista de Lima
Publicado em 19 abr 24
declaração de óbito

A morte é um evento inevitável na jornada humana e sua certificação é um processo fundamental tanto para fins legais quanto para as estatísticas de saúde pública, nesse contexto, a declaração de óbito desempenha um papel crucial.

Este documento atesta o falecimento de uma pessoa e é um registro essencial que precede muitos procedimentos administrativos e legais.

Através da compreensão deste documento, é possível perceber a importância e a necessidade de manuseá-lo com precisão e dignidade.

A seguir confira mais detalhes referentes a declaração de óbito, desde sua importância a até suas principais funções.

Declaração de óbito: O que é?

A declaração de óbito é um documento médico-legal emitido por um médico, que atesta a morte de uma pessoa.

É o primeiro registro formal que confirma a ocorrência de um falecimento, detalhando as circunstâncias e as causas médicas que levaram à morte.

Este documento é emitido após o médico realizar um exame no corpo e é o primeiro passo para que possam ser realizados os procedimentos administrativos subsequentes, como o enterro ou a cremação, e para que se possa emitir a certidão de óbito, um documento emitido por cartórios de registro civil.

Aliás, isto está previsto na Lei de Registros Públicos, Lei nº 6.015 de 31 de Dezembro de 1973:

Art. 77. Nenhum sepultamento será feito sem certidão do oficial de registro do lugar do falecimento ou do lugar de residência do de cujus, quando o falecimento ocorrer em local diverso do seu domicílio, extraída após a lavratura do assento de óbito, em vista do atestado de médico, se houver no lugar, ou em caso contrário, de duas pessoas qualificadas que tiverem presenciado ou verificado a morte.

A declaração do óbito contém informações vitais relativas à pessoa falecida e às circunstâncias da morte. Estas incluem:

  • Nome completo
  • Sexo
  • Idade
  • Estado civil
  • Profissão
  • Naturalidade
  • Filiação
  • Endereço
  • Data e hora do falecimento
  • Local do falecimento
  • Causa da morte
  • Identificação do médico que emitiu a declaração (Nome, CRM e assinatura).

Essas informações são fundamentais para a precisão dos registros de saúde pública e para o cumprimento das leis e regulamentos relacionados ao falecimento de uma pessoa.

A declaração serve a diversos propósitos, para as autoridades de saúde pública, é uma fonte vital de dados sobre as causas de morte na população, o que auxilia no planejamento de políticas de saúde e na prevenção de doenças.

Para os familiares, a declaração é necessária para proceder com o funeral, bem como para dar início a processos legais e administrativos, como a execução do testamento, a transferência de propriedades e a resolução de assuntos de seguridade social.

Sem a declaração seria impossível oficializar a morte de uma pessoa e desencadear os procedimentos legais necessários que seguem o falecimento.

Ela é, portanto, um documento indispensável no processo de fechamento e transição após a perda de um ente querido.

Obtenha sua certidão de união estável de maneira prática! Veja como emitir esse documento!

As diferenças entre a declaração e certidão de óbito?

Apesar de ambos os documentos estarem relacionados ao registro de morte de uma pessoa, existem diferenças significativas entre a declaração e a certidão de óbito.

A declaração do óbito é emitida por um médico e é o primeiro registro que atesta a morte do indivíduo, detalhando as causas médicas e as circunstâncias em que ocorreu.

É um documento técnico, utilizado pelas autoridades de saúde e necessário para o registro civil da morte.

Por outro lado, a certidão de óbito é um documento oficial emitido pelo Cartório de Registro Civil após a declaração do óbito ser apresentada.

Esta certidão é um documento legal que prova a morte da pessoa perante o Estado e é o documento necessário para a maioria dos procedimentos legais pós-morte, como acesso a heranças, cancelamento de documentos, entre outros.

Enquanto a declaração é utilizada principalmente para fins médicos e estatísticos, a certidão de óbito é usada para fins legais e administrativos.

Ambas são essenciais e complementares no processo de registro da morte de um indivíduo.

Entender a declaração de óbito e seus desdobramentos é compreender um aspecto fundamental da interseção entre a medicina, a lei e a sociedade.

Este documento não é apenas um papel, é o respeito final à vida de uma pessoa e o primeiro passo para a resolução do que ela deixa para trás.

Gostou desse artigo? Fique sempre atento ao nosso site para conferir mais conteúdos relevantes como esse!

Acompanhe mais detalhes sobre como é feita a averbação de um divórcio!

Comentários

Conteúdos Relacionados

Faça pedido da segunda via da certidão de óbito!

Faça pedido da segunda via da certidão de óbito!

A segunda via da certidão de óbito é um documento fundamental em diversos contextos administrativos e legais, servindo como prova oficial do falecimento de uma pessoa. Ela é necessária para uma variedade de procedimentos após a morte, incluindo assuntos de herança,...

ler mais
Como pesquisar certidão de óbito pelo nome?

Como pesquisar certidão de óbito pelo nome?

Veja como você pode pesquisar certidão de óbito pelo nome facilmente, a certidão de óbito é um documento essencial que formaliza o falecimento de uma pessoa, além de ser um registro vital, possui múltiplas funções no âmbito legal e social, ajudando a regular diversos...

ler mais
Qual é o valor da certidão de óbito no cartório?

Qual é o valor da certidão de óbito no cartório?

Se você precisar saber o valor da certidão de óbito no cartório, você está no lugar certo, neste artigo te daremos mais detalhes. A certidão de óbito é um documento oficial e essencial que registra o falecimento de uma pessoa. Esse documento é fundamental para a...

ler mais